terça-feira, 27 de maio de 2008

Depois de respirar, conversar.

Como eu mencionei no post anterior, achei uma total falta de tato de um chefe enviar um email como aquele, ainda destinando ele para outras pessoas que nem sabiam do assunto.

Hoje pretendo conversar com ele e vou deixar bem claro que essa atitude dele me deixou muito "chateado" (pra pegar leve). E dai vou explicar alguns pontos do email que ele mandou. Como posso orientar uma equipe se não tenho equipe, atualmente? Como posso planejar, executar e controlar um PROJETO se só recebo DEMANDAS de última hora? Como posso gerir uma equipe se volta e meia eles próprios tomam algumas pessoas para outros projetos e não nos avisam?

Já engoli alguns sapos para deixar a coisa esfriar sozinha. Só que dessa vez é diferente. Vou demonstrar todo o meu descontentamento com essa atitude dele. Algo que não agrega nada.

Feedback se dá cara a cara. Não com um broadcast por email.

2 comentários:

Roger Leite disse...

O chefe deveria ser o primeiro exemplo de lider da empresa, mas por todos esses anos nessas empresas vitais, sempre o que encontrei foi o contrário. "Esculachadas" via broadcast, criar projetos "on demand" do nada, gerenciar recursos e largar ... uma alegria só !

Desejo boa sorte na sua conversa, e mais que isso, que funcione !

Piccin disse...

Grande Flávio,
Eu já havia iniciado um post sobre feedback mas ainda não tinha publicado. Aproveitei o embalo dos seus dois posts e também postei o meu, expondo a minha situação que, de certa forma, é o contrário da sua.
Esse tipo de conversa é sempre complicada, pois a lenda urbana que diz que o "chefe sempre tem a razão" ainda paira sobre nós..
De qualquer maneira, acho que sua postura é correta de não engolir mais os sapos e desejo-lhe boa sorte.
Um abraço.